web-archive-net.com » NET » B » BIGORNA.NET

Total: 482

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Bigorna.net: Notícias: Curso On Line: Aprenda Mangá com JJ Marreiro
    Aprenda Mangá com JJ Marreiro Por Alexandre Nagado 30 05 2011 Estão abertas as inscrições para o Curso de Mangá On Line de JJ Marreiro Co autor da revista independente Herói Z e um dos participantes da coletânea MSP 50 o premiado autor irá ministrar seu curso de mangá diretamente de Fortaleza Ceará O curso é oferecido pelo NEAD Núcleo de Ensino à Distância e irá durar de julho a

    Original URL path: http://www.bigorna.net/index.php?secao=noticias&id=1306723059 (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Bigorna.net: Notícias: Lançamento Apache # 6
    lá de invocada e armada até os dentes A revista é mais um projeto da editora paulista As Américas que vem investindo no Quadrinho nacional com frequência e segundo seu editor Marco Faceto Nosso objetivo é manter esta série de HQ a preço popular Resgatar os leitores que fugiram literalmente das bancas devido aos preços abusivos Com Apache estamos conseguindo atrair novamente esses leitores Além da conclusão da história Entre o Céu e o Inferno estrelada por Apache a edição também traz a estréia da série Springville criada pelo quadrinhista Alberto Jorge de Almeida Lima Beto excelente desenhista que já tinha trabalhado com Tony anteriormente nas séries Fantastic Man Fantasma Negro e Guerreiro Ninja O gênero faroeste sempre foi muito apreciado no Brasil sendo este depois da Itália o maior país consumidor dos cowboys Tex Ken Parker e Zagor todos gibis tradicionalíssimos da editora italiana Bonelli Tex por exemplo é publicado ininterruptamente no Brasil há mais de 50 anos O Brasil também já teve vários personagens de faroeste como Jerônimo Edmundo Rodrigues Juvêncio Reinaldo Santos Jackal de Mozart Couto Katy Apache Claudio Seto Chet Wilde e Watson Portela todos ótimos quadrinhos que apesar da qualidade nao duraram muito tempo Culpa

    Original URL path: http://www.bigorna.net/index.php?secao=noticias&id=1306464695 (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Bigorna.net: Notícias: José Queiróz retoma Portal do Gibi Nostalgia
    maior fanzinde sobre Golden Age dos Quadrinhos do Brasil José Pinto de Queiroz Filho acaba de retomar seu blog Portal do Quadrinho Nostalgia O blog ficou um tempo congelado e agora voltou a ser atualizado por Queiroz que promete retoma lo com alguma regularidade O blog Portal segue a mesma linha do fanzine de Queiroz ou seja é voltado para a recuperação da memória dos Quadrinhos da Era de Ouro décadas de 30 a 50 Este foi o período em que os quadrinhos atingiram o auge de popularidade e sucesso comercial vendendo dezenas de milhões de exemplares mensais em todo o planeta e fazendo a fortuna de muitos autores e editoras Um período literalmente de OURO Para reinaugurar seu blog Queiroz postou para download uma classica HQ de 1945 com os heróis Comando Yank e o Águia Fantasma atuando juntos na mesma aventura numa época em que isto era incomum Segundo Queiroz Essa HQ foi publicada no Brasil na revista O Guri nº131 de novembro de 1945 publicacao da editora O Cruzeiro de Assis Chateaubriand Na capa dois heróis guerreiros Comando Yank e Águia Fantasma prometiam aventuras mirabolantes contra o nazismo Lendo o miolo viajava junto com eles vivendo passo

    Original URL path: http://www.bigorna.net/index.php?secao=noticias&id=1306464412 (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Bigorna.net: Notícias: Conheça Geek Boy, HQ nacional interativa
    05 2011 Geek Boy é o nome de uma série on line de quadrinhos nacionais que tem como grande atrativo ser interativa Ao passar o mouse pelas páginas o leitor pode descobrir objetos e figuras clicáveis que acrescentam nuances à história Em algumas situações o rumo da história é decidido pelo leitor que vive assim uma experiência de leitura diferenciada A arte ainda é de iniciante mas a proposta dos

    Original URL path: http://www.bigorna.net/index.php?secao=noticias&id=1306464218 (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Bigorna.net: Notícias: A Evolução Natural do Conquistador
    Alexandre Nagado 27 05 2011 Vencedor do Prêmio Literário para Autores Cearenses a coletânea de tiras e charges Ariosto A Evolução Natural do Conquistador de João Belo Jr chega ao mercado pela Expressão Gráfica Editora O personagem Ariosto representa de modo caricato o papel do homem nas relações sociais especialmente nas amorosas Ariosto vem em edição colorida formato 20 x 20 cm e com 60 páginas ao preço de R

    Original URL path: http://www.bigorna.net/index.php?secao=noticias&id=1306464187 (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Bigorna.net: Artigos: O Quadrinho Nacional está despencando!
    pra frente Basta lembrar que muitos deles tentaram ser quadrinhistas e não conseguiram e hoje nos dão a inestimável ajuda de nos ensinar o que eles mesmos não aprenderam Obrigado senhores Basta também um mínimo passeio pela história recente da HQB para lembrar de gibis como Pererê Cacareco Raio Negro Capitão 7 Judoka Fikom Mirza Satanésio Gabola Sacarrolha Trapalhões Jovem Radical Andréia a repórter Velta Holly Avenger Mico Legal Metal Pesado Xaxado Senninha Turma do Arrepio Gordo Ely Barbosa Turma do Lambe Lambe Gabi Menino Maluquinho Sítio do Pica Pau Amarelo Chiclete com Banana Níquel Náusea entre tantos e tantos outros Todos com ÓTIMOS personagens ÓTIMOS roteiros todos feitos por ÓTIMOS profissionais trabalhadores e não preguiçosos todos extremamente VENDÁVEIS e COMERCIAIS Verdadeiros quadrinhos para as massas e não para os umbigos Quem não se lembra do excelente Ely Barbosa tão bom artista quanto empresário que teve a sacadíssima idéia de associar seus personagens ao apresentador Sílvio Santos nos anos 70 e 80 Seus personagens estavam todo domingo na TV em horário nobre para toda a sagrada família consumir E o cartunista apresentador de TV Daniel Azulay cujo programa era extremamente popular e sua estabanada figura conhecida de qualquer criança brasileira E a toda poderosa Xuxa empresária bem sucedida por que seu gibi durou tão pouco se ela ainda é tão popular E o que dizer do famoso e maravilhoso Departamento de Quadrinhos da Editora Abril que nos anos 80 e 90 produziu uma enxurrada de gibis 100 nacionais como Sérgio Mallandro Faustão Angélica a própria Xuxa e o simpático palhacinho Alegria entre tantos outros Por que TODOS esses gibis tão profissionais criativos e competentes faliram Será que o Quadrinho nacional sofre de alguma maldição Alguma macumba Por que o Quadrinho estrangeiro persiste em nossas bancas e o nosso próprio não O que há afinal com o povo brasileiro que não respeita e valoriza a própria cultura e prefere se identificar com algo alheio e distante de sua realidade A verdade é que depois de algumas décadas onde vislumbrou se reais possibilidades de possuirmos um mercado real de HQ Nacional chegamos aos anos 2000 num cenário de extrema aridez e terra arrasada As grandes editoras fecharam seus departamentos de criação nacional as pequenas e ousadas como Circo Grafipar Press e outras literalmente fecharam suas portas Foi a década em que o Quadrinho nacional foi expulso das bancas e levado à força às livrarias sob baixíssimas tiragens que não lembram nem de longe os bons números de outrora Os ideais coletivistas politizados e revolucionários das gerações passadas deram lugar ao individualismo a alienação e ao analfabetismo político A função provocativa e desafiadora deu lugar ao politicamente correto O questionamento deu lugar a acomodação A raiva deu lugar ao cinismo O Quadrinho Nacional hoje é um punhado de revistas independentes de 500 exemplares vendidos tal qual artesanato indígena em pequenos eventos Aquela multidão de crianças que atravessavam sua infância inteira devorando gibis foi substituída por um punhado de nerds adolescentes ou marmanjos Claro

    Original URL path: http://www.bigorna.net/index.php?secao=artigos&id=1303946092 (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Bigorna.net: Os Dez Melhores Gibis: Os Dez Melhores Quadrinhos Para Verde
    adaptado aos quadrinhos No Brasil era publicado pela antiga RGE atual editora Globo Um detalhe interessante é que quando o material americano acabou as historias continuaram a ser produzidas por artistas brasileiros 02 Luluzinha e sua turma Marge Pra mim não existe no universo infantil personagens que superem a Turma da Luluzinha Grandes artistas foram e sempre serão influenciados pela obra de Marjorie Henderson Buell Marge Um verdadeiro clássico do quadrinho infantil mundial que resiste ao tempo sem envelhecer 03 Patota por vários autores Patota foi uma revista mensal dos anos 70 publicada pela saudosa editora Artenova Era uma revista mix que publicava o supra sumo das tiras estrangeiras da época como Mago de Id Snoopy Mafalda Hagar e muitos outros Foi através da Patota que eu conheci grandes artistas que influenciaram e muito o meu trabalho Cartunistas como Johnny Hart Brant Parker Reggie Smythe Howie Schneider Howard Post Tom K Ryan Mell Lazarus Charles Schulz e tantos outros 04 Toda Mafalda Quino E por falar em Mafalda não poderia deixá la de fora desta lista Mafalda é a criação máxima de um dos maiores cartunistas argentinos de todos os tempos Joaquín Salvador Lavado ou simplesmente Quino A maneira como a pequena Mafalda e seus amiguinhos veem o mundo é simplesmente fantástica 05 Gibi Semanal da RGE por vários autores A primeira versão do Gibi surgiu em 1939 pela RGE e fez muito sucesso Décadas depois a revista acabou e nos anos 70 a RGE tentou ressuscitá lo com personagens estrangeiros da época numa revista mensal formato tablóide Essa nova versão trazia tiras de jornais páginas dominicais e histórias em quadrinhos de Dick Tracy Ferdinando Brucutu Frank e Ernest Popeye Hagar Recruta Zero e muitos outros Uma publicação que marcou época 06 Corto Maltese A Balada do Mar Salgado Hugo

    Original URL path: http://www.bigorna.net/index.php?secao=dezmelhoresgibis&id=1306719219 (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Bigorna.net: Artigos: Bigorna suspende atividades
    conta já não posso mais sacrificar madrugadas e fins de semana pelo site Como todos sabem site ou blog algum de Quadrinhos neste país dá lucro para seus donos Todos são mantidos apenas por militância e amor a causa E entendemos que nossa militância já cumpriu sua função já atingiu seu limite E é aí que entra o segundo motivo O mercado de Quadrinhos no Brasil simplesmente desmoronou evaporou da última década pra cá até se transformar num fiapo quase invisível Com a exceção óbvia de Maurício de Sousa não há mais quadrinhos brasileiros nas bancas e qualquer tentativa corajosa de alguns nobres colegas dá com os burros n água em poucos meses e edições É uma vergonha que em um país de centenas de cartunistas e quadrinhistas talentosos de qualidade internacional apenas um único tenha conseguido realmente ter sucesso comercial duradouro É uma vergonha que tantos projetos maravilhosos de quadrinhos que desde as primeiras décadas do século passado chegaram às bancas conquistaram leitores e espaço em outras mídias tenham naufragado em pouco tempo É uma vergonha que os teóricos os críticos e a própria categoria nunca tenham discutido isso a sério nunca tenham se unificado em torno da salvação deste relevante pedaço da cultura brasileira que é ou era o Quadrinho Nacional Tirando o período em que a ADESP Associação dos Desenhistas do Estado de São Paulo e a ABD Associação Brasileira de Desenhistas nos anos 60 conseguiram criar uma mobilização real na categoria e chegaram muito perto de aprovar uma lei de proteção a HQB nunca mais se viu movimento coletivo ou organização sindical alguma na categoria Mauricio de Sousa que foi presidente da ADESP já não é mais sindicalista e sim um megaempresário e naturalmente suas opiniões mudaram É uma vergonha que hoje os próprios colegas não levem mais tal questão a sério que ignorem e desdenhem todo esse passado contaminados que estão pelo individualismo e pelo pensamento neoliberal que prega que os pequenos produtores têm as mesmas condições de vencer que os grandes conglomerados e monopólios É lógico que não temos nunca tivemos e pelo jeito nunca teremos Todos sabemos disso mas a maioria prefere se acomodar no conforto da hipocrisia e fingir que não sabe Ser burro e alienado é mais fácil raciocinar dá muito trabalho É uma vergonha que seja preciso que um animador brasileiro vá trabalhar num conglomerado dos EUA para fazer um filme sobre araras do Rio de Janeiro quando deveríamos fazer zilhões de animações sobre nossa própria fauna e cultura aqui dentro do Brasil mesmo É triste que precisemos da verba de norte americanos para tirar um retrato de nós mesmos Na verdade temos mais dinheiro talento e competência que muito gringo por aí Mas eles têm algo muito mais poderoso que nós AUTO ESTIMA e AUTO RESPEITO Os países do tal primeiro mundo não admitem ser invadidos por uma cultura estrangeira e muito menos jogar a própria cultura no lixo Não admitem que estrangeiros tomem seus empregos e seus lucros

    Original URL path: http://www.bigorna.net/index.php?secao=artigos&id=1306717371 (2016-04-25)
    Open archived version from archive



  •